Blogs Portugal

terça-feira, 13 de março de 2018

Turquia: gatinho vai morar em sala de aula

Esta história aconteceu numa escola pública de ensino fundamental da cidade de Izmir, na Turquia. Foi adotado por uma turma do terceiro ano e pela sua professora.

Após ter sido vacinado e recebido  o cartão de identificação com o nome Tombi, a professora e as crianças levaram o gatinho para sua nova casa: a sala de aula! 
O gatinho passou a viver na sala de aula, desfrutando da companhia das 33 crianças daquela turma.

As crianças estavam felizes com o seu novo amiguinho e muito mais entusiasmadas em comparecer à escola! O mau comportamento dentro da sala de aula reduziu drasticamente e as notas dos alunos já apresentavam significativa melhora!


No entanto, alguns pais começaram a discordar da presença do gato na classe, alegando que animais de rua poderiam trazer doenças para as crianças, e apresentaram queixas contra à professora e à escola ao Ministério da Educação. 

Tombi foi removido do ambiente escolar. 

Todos ficaram devastados com a notícia. Foi encontrado, um novo lar para Tombi, onde  permaneceu três dias, mas estava infeliz e não comia. A professora levou Tombi para sua própria casa, mas ele também permaneceu infeliz. 

Os alunos também entraram num estado de depressão, as notas despenharam e as faltas se tornaram recorrentes. Ninguém se conformava com a saida do amigo de quatro patas! Todos estavam apaixonados por Tombi e sofriam com sua ausênciaAs crianças escreveram cartas ao gatinho para animá-lo, mas não adiantou…

Mas esse caso sofreu uma bela reviravolta: Ömer Yahi, um funcionário do Ministério da Educação Nacional deu instruções para permitir que o gato fosse devolvido à turma, e para alegria de todos, Tombi voltou à aula no útimo dia, 22 de Fevereiro!!

Agora, as crianças chegam a horas e cuidam de Tombi, o que tem sido ótimo para elas e para o gatinho também. Além de um lugar seguro para ficar, comida e água fresca, o gatinho tem muitos amigos para cuidar dele! 





Tudo isso só foi possível graças à professora, que levou o caso para as redes sociais e a história se espalhou rapidamente. Tombi ganhou apoio de todas as emissoras de TV locais. As pessoas contrárias mudaram de ideia e Tombi foi autorizado a retornar à sala de aula!

Sem comentários: