Blogs Portugal

sábado, 24 de junho de 2017

Os Gatos do Museu do Hermitage

O Hermitage é um museu localizado às margens do rio Neva, em São Petersburgo, na Rússia. É um dos maiores museus de arte do mundo e sua vasta coleção possui itens de praticamente todas as épocas, estilos e culturas da história russa, europeia, oriental e do norte da África, e está distribuída em dez prédios, situados ao longo do rio Neva, dos quais sete constituem por si mesmos monumentos artísticos e históricos de grande importância.

 
O museu está situado dentro do grande complexo de edifícios historicamente significativos, que inclui o Palácio de Inverno, uma antiga residência de imperadores russos. Durante o reinado de Elizabeth da Rússia no início do século 18, o palácio foi infestado por ratos que invadiram as cozinhas reais e destruíram a madeira.
A história da origem da “Gatos do Hermitage” remonta a esse século,  quando os felinos começaram a ser oficialmente mantidos na área do palácio que abriga o museu.


Elizabeth da Rússia ordenou que os gatos domésticos fossem colocados no palácio para patrulhar seus porões e corredores para destruir a crescente população de ratos. Os gatos provaram ser uma solução extremamente eficaz para o problema dos ratos, e a rainha decidiu mantê-los como residentes.
Quando o palácio foi transformado em museu, os gatos permaneceram nas terras do palácio para proteger a coleção dos ratos.


Naquela época, os gatos do Hermitage morreram, mas no início da década de 1950 a população de ratos aumentou no museu, de modo que os novos gatos foram trazidos para continuar a tradição de erradicar os parasitas. Os gatos viveram em condições relativamente precárias até meados da década de 1990, quando a administração do museu iniciou um programa para cuidar dos moradores de Hermitage.
 

 
Em 2007, a administração do museu começou a adotar gatos vadios e, em 2011, iniciaram o "Catfest", uma celebração anual da população de gatos do Hermitage. Durante o Catfest, vários patrocinadores trazem comida e brinquedos para os gatos, e a administração do museu organiza competições de pintura de gato e caças para crianças.Atualmente, existem 74 gatos castrados que vivem no Hermitage. Eles vivem no porão e não têm permissão para percorrer as galerias. O programa de gato do museu emprega quatro pessoas e inclui uma pequena estação veterinária e uma cozinha especial que prepara refeições para os gatos. O museu recebe uma soma de 400 euros por mês da Fundação de caridade Pro Animale, e a empresa de alimentos para animais de estimação Royal Canin patrocina as refeições dos gatos.Atualmente, cada gato possui passaporte, cartão veterinário e o direito de circular por áreas específicas do Hermitage. Além disso, os bichanos estão na lista oficial de especialistas qualificados para eliminar os ratos dos porões do museu. 
Além disso, a partir de 2015, é possível que as pessoas adotem alguns dos gatos do Hermitage.

retirado de: http://www.thevintagenews.com/2017/03/22/the-famous-hermitage-museum-keeps-74-cats-to-keep-its-basements-mice-free/

sábado, 3 de junho de 2017

FINGER SPINNER Fidget Spinner Toy

Alivia o stress,  dá para matar o tempo ... e também dá para entreter os gatinhos !

A Betty adorou ...  

 o Hércules também entrou na brincadeira